orientação da DGS covid-19 acupuntura segura

Acupuntura segura

Imensas pessoas recorrem aos tratamentos de técnicas invasivas no mundo atual sendo que é desejo normal de qualquer doente fazer acupuntura segura.

Esta terapêutica é praticada em inúmeros Serviços Nacionais de Saúde desde o Japão a Portugal e começa a ganhar a confiança da classe médica nos países ocidentais sendo que em alguns deles só pode mesmo ser feita por médicos.

A acupuntura tornou-se uma área de trabalho para imensas pessoas no ocidente e, devido à ausência de regulamentação, começou a ser praticada por pessoas sem formação para o fazerem.

A falta de formação de muitos profissionais faz com que muitas pessoas que podem dela beneficiar não recorram à mesma logo necessário chamar a atenção para os fatores diferenciares de uma acupuntura segura!

Neste artigo vou dar alguns conselhos sobre como procurar um acupuntor e ter segurança na escolha que fizemos.

6 fatores diferenciadores de acupuntura segura

As agulhas

As agulhas são esterilizadas e descartáveis? Esta é uma das principais preocupações que qualquer doente deve ter quando recorre a estes tratamentos.

Regra geral as agulhas são descartáveis (após primeira e única utilização são colocadas em contentores próprios). Atualmente este é um problema secundário mas há uns anos era comum ver clinicas que não usavam agulhas descartáveis.

Outra prática que começa a cair em desuso mas era muito comum estava relacionada com a venda de agulhas ao doente com a desculpa de ser para a sua própria proteção.

Esta é uma estratégia para ganhar dinheiro extra fazendo o doente pagar mais pelas agulhas. Ao contrário do que é vendido não é uma prática de acupuntura segura.

mecanismos fisiológicos da acupuntura scimed 3

Desinfeção como fator diferenciador de acupuntura segura

Fale com o seu acupuntor sobre preocupações que tenha quanto à segurança dos tratamentos.

Seja assertivo e não tenha medo de colocar as suas dúvidas sendo que neste caso interessa-lhe saber se a pele vai ser desinfetada ou não.

Uma boa prática implica desinfecção dérmica com álcool nos locais a ser feita acupuntura.

Já li relatos de profissionais no Brasil que não desinfetavam a pele porque isso afetava o “circuito da energia”.

Mais uma vez, esta é uma das práticas que está cada vez mais esquecida mas mesmo assim ainda se pode ter azar e calhar com um acupuntor destes.

Esterilização

Como vimos a esterilização de agulhas é importante sendo que as agulhas devem ser esterilizadas e descartáveis.

Outro aspeto importante é a esterilização das ventosas mas quase nenhuma clinica esteriliza ventosas.

As ventosas não raramente entram em contato com o sangue do paciente mas a maioria das clinicas de acupuntura que eu conheço não as esteriliza.

Como doente, caso o acupuntor lhe proponha seguir esse tratamento certifique-se que as ventosas são esterilizadas. Caso contrário recuse-se a fazer o tratamento.

novos acupuntores acupuntura segura

Luvas como fator relevante no equipamento de proteção individual

Infelizmente quase ninguém dá atenção a este aspeto.

Eu uso luvas quando faço acupunctura e na ausência de luvas uso algodão de forma a evitar contato direto com os locais onde foi feita a acupunctura. De qualquer forma não me lembro da última vez que fiz técnicas invasivas sem luvas.

Uma acupuntura segura também serve para proteger o profissional.

Dê sempre preferência por profissionais que se esmeram na assepsia clinica. Ou peça ao seu acupuntor para usar luvas quando lhe fizer tratamentos.

O uso de luvas apesar de não ser obrigatório dá muito mais segurança ao acupuntor e ao paciente.

Formação clinica e ética

Se viver num país onde a acupuntura não está regulamentada peça sempre informações acerca da formação do acupuntor.

Alguns doentes que deve evitar acupunturistas com formações deficitárias como licenciaturas de fim de semana por exemplo ou licenciaturas com poucas ou nenhumas horas de aulas práticas e estágios clínicos.

Para ter a certeza consulte as diferentes escolas existentes e veja o tipo de formações que dão aos seus alunos.

Acupuntores que usem e abusem de termos esotéricos e perspetivas religiosas no seu tratamento, na maioria das vezes não sabem fazer a diferença entre uma abordagem clinica do paciente e uma abordagem religiosa.

Regra geral este tipo de crenças nos profissionais estão associadas a uma formação deficitária.

acupuntura segura

 

Prática clínica na prescrição de fitoterapia

O seu acupunturista também pode prescrever fitoterapia. Neste aspeto da prática clinica deve ter em atenção dois pontos muito importantes.

Em primeiro lugar evitar acupunturistas que deem conselhos sobre a medicação ocidental que está a tomar pois um acupuntor não tem formação para dar opinião sobre medicação ocidental.

Isso é competência exclusiva de quem prescreveu o medicamento. Por outras palavras, é competência do seu médico.

Em segundo lugar tomar cuidado com conselhos de prescrição de fitoterápicos quando já toma muitos medicamentos pois as plantas medicinais possuem princípios ativos que podem influenciar os princípios ativos dos medicamentos.

Se o paciente já toma muitos medicamentos a probabilidade de surgirem interações farmacodinâmicas ou farmacocinéticas é muito maior.

Peça uma segunda opinião

Nos países onde a formação dos acupunturistas não é boa é comum surgir publicidade enganosa relativamente aos benefícios da acupuntura.

Não se consulte com o primeiro acupunturista mas procure antes opiniões de outros colegas de forma a ter uma ideia da real aceitação de determinado tratamento na área.

Se desejar procure por investigação no Google scholar ou peça a opinião em blogs e sites internacionais.

Considerações finais

Estes são os principais pontos a ter em conta quando pensamos em segurança nas consultas de acupuntura e são aqueles pelos quais nos regemos no nosso gabinete de acupuntura em Lisboa.

Agora que sabe o que há-de perguntar ao seu acupuntor e está sensibilizado(a) para os principais riscos, não tenha medo.

Se precisar procure um acupunturista na sua cidade e beneficie das vantagens deste tratamento.

Caso acredite que existem outros aspetos importantes a ter em conta para uma acupuntura segura não se esqueça da nossa caixa de comentários.

E fale-nos da sua experiência em clinicas de acupuntura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.